terça-feira, 24 de junho de 2008

Geração Tio Patinhas - Nº 10 - Gastão

Regresso ao Eldorado - Edição nº 46

Eu gostava de ser este pato de casaco verde.
É com uma das frases mais estranhas publicadas num blogue que o "Regresso ao Eldorado", quase a ir de férias, dá início à listagem das 10 personagens mais interessantes do universo Disney, na chamada "Geração Tio Patinhas".

Pois o pato altivo e aperaltado que abrilhanta as memórias de hoje, é tido como o mais sortudo do mundo. Nasceu com o penacho traseiro virado para a lua, nem sequer precisa de ferraduras ou patas de coelho. Aliás, se as patas de coelho dessem sorte, os coelhos não as perderiam...
Trevos de quatro folhas? Parece que só existem no norte do país e em poucos locais.

O mítico Carl Barks, criador do Tio Patinhas, pensou na figura do Gastão para criar "o avesso" do pato Donald. Se Donald aparece sempre de fato de marinheiro, Gastão usa estas belas farpelas, chapéuzinho e polainas, aqueles sapatinhos que tapam parte da patinha dos patinhos.
Eis uma bela aliteração que bem poderia ter figurado nos exames nacionais de Português.
Vou repetir: "sapatinhos que tapam parte da patinha dos patinhos."

De acordo com o que era publicado nas historinhas Disney, o Gastão conseguia tudo o que queria sem mexer uma palha.
Mal acordava, já tinha o carteiro à porta a informá-lo da conquista de um primeiro prémio de uma qualquer lotaria. Entrava numa mercearia e ganhava sempre qualquer coisa por ter sido o centésimo ou o milésimo cliente.
E sempre que participava em concursos com o Donald, o resultado era quase sempre o mesmo, ele ganhava e o pato estarola ficava com a Margarida, o que, conhecendo a complexa personalidade das mulheres, não se pode dizer que seja um prémio de consolação, mas sim a confirmação da derrota.
info: Não consegui confirmar a autoria do Gastão, mas terá sido o mago Carl Barks a desenhá-lo pela primeira vez, para atazanar a vida do Donald. Um personagem com a mesma caracterização apareceu no desenho dos estúdios Disney "O espírito de 1943". Era a metade gastadora da personalidade do Donald (talvez o que deu origem ao nome de Gastão no Brasil).

-------------------------------

Adorava ser como o Gastão, não na arrogância e prepotência que transbordam em todos os seus gestos, confundindo amiúde sorte e mérito, mas "apenas" na doce ilusão de que seria possível viver de golpes de sorte.
E deve ser possível tal desiderato, única forma de explicar como é que a boçalidade de um Berardo sem estudos, consegue se tornar um dos maiores milionários portugueses.
Admito a sagacidade, o engenho negocial, mas isso não explica tudo.

Quando era mais novo, há séculos atrás, lia e relia as histórias do Donald com o Gastão torcendo pelo mais fraco, como sempre fiz.
Ingloriamente.
Dava-me tanta raiva a humilhação de quem trabalhava e se esforçava, perante os bafejados pelo destino, que quase rasgava as revistas, ao mesmo tempo que pontapeava o guarda-roupa, abrindo um belo buraco por onde passei a enfiar as meias, o que demonstra toda a minha capacidade de organização.

No fundo, no fundo, mas mesmo lá no fundo, onde nem as baratas respiram, eu gostava era de ser como ele, viver de golpes de sorte e não de golpes de navalha, como alguns desfavorecidos da Buraca.
E lá vou preenchendo boletins de totoloto, enquanto continuo à procura do Santo Graal, ou seja, um amuleto mais eficaz que a moedinha nº 1 do Tio Patinhas.

Tenho estado a pensar na possibilidade de usar um pé do Berardo ao pescoço, só para ver o que acontece...

6 comentários:

ana v. disse...

Ah, também eu... quem não gostava de ser o Gastão?
Bom fim de semana, JP!
Beijinhos

Dark Spit disse...

Sempre gostei muito de ler essa BD. Para desgraça do Donald, o Gastão tinha uma sorte dos diabos, e valia-se disso para conquistar a Margarida...

João Paulo Cardoso disse...

ana v.:
Obrigado pelos beijinhos, Ana.
Quanto ao fim de semana... enfim...

Beijos para ti também.

João Paulo Cardoso disse...

Dark Spit a.k.a. Mr. Smith:
Bem-vindo a este blogue nostálgico e bem haja pelo blogue a que deu o nome de "Agenda Telefónica".

Sigam a pista e vão lá ter pessoal, vale a pena.

Volte sempre a esta, Mr. Smith.
Um abraço.

Celine disse...

Geeeeente, desenho animado é tudo!! Tava vendo nesse site http://www.weshow.com/top10/pt/ficcao/top-10-personagens-ficticios-mais-ricos-2007 uns deles e ri muito lembrando da minha infância mais do que feliz! Rs

Beeeijos e seu blog tá MUITO show!

João Paulo Cardoso disse...

Celine:
Olha Celine, fiquei até sem graça lendo o seu elogio, viu?

Assim que puder vou dar uma mirada no seu blogue, tá?

Beijão para você.
valeu!